Amazonas, Pará e Maranhão reúnem-se para discutir rota turística Amazônia Brasileira

O Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), participou, nesta terça-feira (06/08), da primeira reunião presencial para a criação da rota turística Amazônia Brasileira, que envolverá os estados do Pará, Maranhão e Amazonas. Na sede da Secretaria de Turismo do Pará (Setur), em Belém, a presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros debateu, juntamente com os secretários André Dias (PA) e Hugo Veiga (MA), e representantes do Sebrae dos três estados, as alternativas para aumentar o fluxo de turistas na região.

De acordo com Roselene, a rota vai atuar junto aos melhores produtos turísticos de cada estado para potencializar a região nos mercados turísticos nacional e internacional, com o objetivo de criar uma alternativa eficaz para o visitante se deparar com a realidade amazônica.

“A primeira fase, esta da qual participamos de forma presencial, destina-se à criação de um roteiro integrado, por exemplo, de 12 dias de permanência, envolvendo os três estados. O projeto visa qualificar a experiência de consumo do produto turístico Amazônia; estimular a prestação de serviços turísticos de qualidade e com identidade amazônica; agregar valor aos produtos e roteiros turísticos dos estados do AM, PA e MA; estimular a comercialização dos destinos amazônicos de forma integrada; fazer conhecer e compreender melhor a Amazônia enquanto destino turístico; e promover a competitividade dos pequenos negócios ligados ao turismo”, explicou Roselene.

Compromisso – Segundo Roselene, cada estado terá compromisso governamental para a execução do projeto, dividido em cinco eixos, de modo que o número de turistas aumente anualmente na região. A rota turística conta com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) das três unidades da federação.

“O projeto é baseado em cinco eixos, como o fortalecimento da governança; o impulsionamento dos empreendedores à rota turística por meio do Sebrae; as melhorias de conectividade aérea e de infraestrutura turística; o posicionamento de mercado; e, por fim, a promoção da rota da Amazônia Brasileira”, explicou a presidente.

Durante a execução do projeto, todas as autarquias de turismo dos três estados, mais os representantes do Sebrae, do trade, e de órgãos nacionais, estarão interligados para a viabilização e integração da rota turística na região.

FOTO: Divulgação

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.