“Amazonas Presente”: Defesa Civil realizará entrega de ajuda humanitária e purificadores de água a municípios do Alto Solimões

Ações vão atender moradores dos municípios de Tabatinga, Atalaia do Norte e Benjamin Constant

O Governo do Estado, por meio da Defesa Civil do Amazonas, irá realizar, nos dias 27, 28 e 29 de agosto, a entrega de ajuda humanitária e purificadores de água do projeto Salta-Z em Atalaia do Norte, Benjamin Constant e Tabatinga, municípios da Calha do Alto Solimões que foram afetados pela cheia de 2019. A entrega, que é referente à segunda fase da Operação Enchente 2019, integra a agenda do programa “Amazonas Presente”, do Governo do Estado.

Atalaia do Norte – No município, a entrega da ajuda humanitária será no dia 27, no Ginásio Esportivo Átila Lins. Na comunidade São João, localizada em uma zona rural, será entregue um dos três purificadores destinados ao município, que deverá atender aproximadamente 32 famílias.

Na localidade, 5.292 pessoas foram afetadas pela cheia deste ano. Ao todo, 1.323 famílias foram atingidas, 250 pessoas ficaram desalojadas, 178 pessoas estiveram enfermas e 15 pessoas ficaram feridas. Serão entregues cestas básicas 1.956, kits higiene, 677 redes, 677 kits limpeza, 68 kits dormitório e três purificadores de água do projeto Salta-Z.

Tabatinga – No dia 28, serão feitas no município as entregas de ajuda humanitária no Ginásio da Escola Estadual Almirante Tamandaré, localizada na comunidade Umariaçu II e purificadores de água do projeto Salta-Z.

No município de Tabatinga, 9.663 pessoas foram afetadas pela enchente de 2019, 2.416 famílias foram atingidas, 96 pessoas ficaram desalojadas e 1.407 pessoas estiveram enfermas. Serão entregues 1.956 cestas básicas, 1.304 kits higiene, 1.304 redes, 1.304 kits limpeza, 130 kits dormitório, oito purificadores de água do projeto Salta-Z.

Benjamin Constant – No dia 29, será realizada no município a entrega de dois purificadores de água, que estão sendo instalados lado a lado para atender às demandas da população.

Em Benjamin Constant, 14.050 pessoas foram afetadas pela enchente de 2019. Na localidade, 3.513 famílias foram atingidas, 4.093 pessoas estiveram enfermos e 27 ficaram feridos. Estão sendo entregues cestas básicas 1.564, 1.043 kits higiene, 1.043 redes, 1.043 kits limpeza, 104 kits dormitório, seis purificadores de água do projeto Salta-Z.

Água potável para localidades mais isoladas – A grande inovação deste ano foi a inclusão dos purificadores de água de consumo coletivo do projeto Salta-Z, que foram entregues aos 15 municípios contemplados na primeira fase da Operação Enchente. E, na segunda fase, foram enviados a 23 municípios, totalizando aproximadamente 230 unidades, nas comunidades mais afetadas, contribuindo na melhoria da saúde e qualidade de vida dessas famílias.

O sistema Salta-Z foi desenvolvido por servidores da Funasa e também segue o princípio de sustentabilidade, utilizando materiais ecologicamente corretos. Outra vantagem é que o equipamento custa cerca de 25% menos que os modelos tradicionais.

O sistema, que purifica água com tecnologia totalmente brasileira, é considerado uma solução inovadora pela capacidade testada, comprovada e certificada pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em purificar água imprópria em água potável. Além de simples, o Salta-Z consegue atender a necessidade de consumo, para beber e cozinhar, de mil pessoas por dia.

O material utilizado para que a água se torne própria para consumo é o cloro, na composição de compostos clorados (hipoclorito de cálcio e hipoclorito de sódio – líquidos, granulados ou em pastilhas), podendo haver a opção do cloro orgânico.

Programa – Lançado em maio pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, o “Amazonas Presente” visa ofertar serviços à população dos 61 municípios pelos órgãos estaduais em ação itinerante, em cada sub-região do estado.

Durante a passagem do programa pelos municípios, o governador monta um gabinete provisório para acompanhar as ações realizadas nas áreas de saúde, cidadania, fomento, segurança no trânsito, atendimento ao consumidor e assistência social.

FOTO: Divulgação/Defesa Civil

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.