Defensoria atende moradores de Iranduba para ingresso de ações individuais por prejuízos com apagão elétrico

Atendimento em Iranduba inicia na segunda-feira (9/9) e segue até 11 de setembro; em Manacapuru, vai de 12 a 14 de setembro

Começa na próxima segunda-feira (09/09) o atendimento da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) para o ingresso de ações individuais de indenização pelos danos causados em decorrência do apagão elétrico ocorrido em julho passado. O atendimento no município vai até o dia 11 de setembro.

Já dos dias 12 a 14 deste mês, a DPE-AM estará no município de Manacapuru (a 68 quilômetros da capital), das 8h às 17h, para oferecer aos moradores da cidade assistência jurídica relacionada ao mesmo tema.

Em Iranduba, o atendimento vai acontecer na sede do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC), situado na Estrada de Iranduba, nº 10. Em Manacapuru, o atendimento será também no PAC local, situado na rua Raimundo Pacheco Teles, 1.685, bairro de Terra Preta.

Diante dos grandes transtornos e prejuízos causados para a população tanto de Iranduba quanto de Manacapuru, a Defensoria Pública decidiu realizar as ações itinerantes para o atendimento individualizado dos moradores desses municípios.

O tempo em que a população ficou desabastecida de energia elétrica e, consequentemente, de água, gerou grandes transtornos e prejuízos, como a perda de alimentos e mercadorias dos comerciantes, e eletroeletrônicos danificados. “Por isso a necessidade de realizar este atendimento individualizado”, explicou a defensora pública Juliana Lopes, coordenadora do Programa Defensoria Itinerante.

Os documentos necessários são cópias da Carteira de Identidade (RG), do CPF, comprovante de residência e qualquer documento que comprove os danos sofridos, seja foto, testemunha ou nota fiscal de aparelho danificado.

FOTO Divulgação/DPE-AM

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.