Amazonas em destaque
Notícias do Estado do Amazonas, Interior do Amazonas

Governo do Amazonas prorroga até 6 de maio prazo de entrega do Auxílio Estadual a novos beneficiários

O calendário de distribuição dos cartões inicia em dez municípios a partir de segunda-feira (02/05)

O Governo do Amazonas prorrogou até o próximo dia 6 de maio o prazo de entrega do Auxílio Estadual permanente às novas famílias selecionadas para receber o benefício. Nessa segunda chamada, foram contempladas 19,8 mil famílias. Para saber se está entre os contemplados, o cidadão precisa acessar o site www.auxilio.am.gov.br.

Desde o início do mês de abril deste ano, o Governo do Estado iniciou a segunda chamada de beneficiários. Nessa etapa, 12.517 famílias em situação de pobreza e extrema pobreza já resgataram o cartão, que dá direito a R$ 150 mensais para aquisição de alimentos.

Na próxima segunda-feira (02/05), o calendário de entrega do Auxílio Estadual começa para novas famílias em mais dez municípios do interior, sendo eles: Alvarães, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Codajás, Eirunepé, Itamarati, Juruá, Nova Olinda do Norte, Nhamundá e São Paulo de Olivença.

Criado por Wilson Lima, o programa faz parte da política estadual de combate à fome e garante auxílio mensal de R$ 150 para cada beneficiário. Além disso, o cartão é responsável por injetar recursos na economia do Amazonas.

A coordenação do Auxílio Estadual é de responsabilidade da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), com a colaboração de outras secretarias estaduais.

Informações – Para saber se foi contemplado e o endereço da entrega, é necessário consultar o site www.auxilio.am.gov.br. O Governo do Estado também disponibilizou um número de telefone, 0800 740 7444, para atender às pessoas que não têm acesso à Internet.

Balanço – Com o Auxílio Estadual, o Governo do Amazonas deve alcançar 300 mil famílias que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza. Com o pagamento do benefício são injetados R$ 45 milhões na economia dos 62 municípios do estado todos os meses.

FOTO: Divulgação/Secom