Amazonas em destaque
Notícias do Estado do Amazonas, Interior do Amazonas

Governo do Estado apoia projeto de escola musical gratuita em Itacoatiara

Contemplada pelo edital Prêmio Equipa Cultura 2021, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Associação Mãos Solidárias oferece cursos de Violão, Teclado e Flauta

O projeto “Dó, Si, Música (Doce Música)”, em Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus), tem função transformadora na vida de crianças, adolescentes e idosos em situação de vulnerabilidade social no município. A ação tem o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, via edital Prêmio Equipa Cultura 2021, e beneficia cerca de 200 famílias na “Cidade da Canção”.

O governador Wilson Lima participou, nesta quinta-feira (03/02), da entrega dos instrumentos do projeto da Associação Mãos Solidárias, que foi a entidade contemplada no edital. Com o recurso do prêmio, a instituição adquiriu 100 flautas, 30 violões e 8 teclados, além de acessórios musicais utilizados nas aulas.

De acordo com o secretário Marcos Apolo Muniz, com os equipamentos adquiridos com a verba da premiação, por meio do projeto, a cidade ganhará, pela primeira vez, cursos musicais gratuitos de Flauta, Teclado e Violão para idosos, crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

“São crianças que certamente estarão na sociedade compreendendo a importância da arte e da cultura para a formação da sua personalidade. Certamente isso os auxiliará no que diz respeito à relação dele com os colegas, com a escola e com o ensino. Tudo isso nesse processo realmente transformador que a cultura proporciona”, destacou o secretário de Cultura.

Inscrita no curso de violão, Josiane de Sousa Freitas, de 18 anos, conta que começou o curso de Teatro na instituição e viu seu desempenho pessoal mudar totalmente a partir das aulas.

“Na aula de teatro eu aprendi a me expressar, a me desenvolver, porque eu era muito tímida, não sabia nem falar ao telefone. O professor me ajudou muito a me expressar, a falar mais alto. É muito bom estar nessas aulas. Agora, com a aula de violão, quero me desenvolver muito mais, evoluir e crescer. Eu tenho um sonho de servir na Marinha (do Brasil) e, quem sabe, poder tocar lá”, disse a aluna.

Incentivo ao estudo – Segundo o presidente da Associação, Devilson Matos, o projeto ultrapassa as paredes da instituição. Todas as vagas para as turmas de violão e teclado, nos períodos matutino e vespertino, foram preenchidas. Conforme o presidente, restam cerca de 16 vagas apenas para flauta, e as inscrições podem ser realizadas na secretaria da instituição, na rua Parintins, 2.859, bairro São Cristóvão, em Itacoatiara.

“O nosso projeto tem a contraproposta que as crianças estejam estudando, que não tenham faltas em grande quantidade, mantenham as notas no padrão, e isso tem melhorado muito, tanto na escola quanto em casa”, pontuou o presidente.

Ansioso pelo início das aulas, programado para o dia 14 de fevereiro, o jovem Rauph Michel, neto da aposentada Marly Cordovil, 69, é uma das crianças beneficiadas com o curso de Flauta Doce.

“Ele (Rauph Michel) queria fazer piano, mas é pequeno ainda e vai começar na flauta. Esse projeto é muito bom porque nem todas as famílias têm condições de comprar um teclado, um violão. É um projeto que tira as crianças de estarem fazendo algo errado e dá sentido para elas”, avalia a avó.

O edital Prêmio Equipa Cultura 2021, que contemplou o projeto da Associação Mãos Solidárias, foi publicado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e faz parte do programa +Cultura, um pacote de ações voltadas ao setor, lançado em 2021.

FOTO: Lucas Silva/Secom e Gisele Rodrigues/Secretaria de Cultura