Rio Branco irá sediar XII Reunião do colegiado de deputados do parlamento amazônico

A XII reunião ampliada do colegiado de deputados da associação do Parlamento Amazônico, do Biênio 2019/2020, sob a presidência do deputado estadual do Amazonas Sinésio Campos (PT), ocorre na próxima quinta- feira (31), na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac).

A Associação do Parlamento Amazônico é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos com mais de 20 anos de existência que luta pelos interesses e, em defesa dos povos, e dos Estados que integram a Amazônia brasileira sendo eles: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

A realização da XII reunião foi decidida durante uma Assembleia Geral ocorrida na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na manhã de sexta-feira (20/09), no Miniplenário Cônego Azevedo, onde elegeu a mesa diretora da entidade para o biênio 2019/2020, aclamando pela terceira vez ao cargo de presidente do Parlamento Amazônico, o deputado estadual Sinésio Campos.

A nova Mesa Diretora eleita é composta pelo deputado Sinésio Campos (PT-AM), Presidente; Edna Auzier (PSD-AP), 1ª Vice-Presidente; Gabriel Picanço (Republicanos – RR), 2º Vice-Presidente; Wellington do Curso (PSDB-MA), 3º Vice-presidente; Kadmiel Bonfim (PSDB- AC), 4º Vice-presidente; Fausto Junior (PV-AM), Tesoureiro; Therezinha Ruiz (PSDB-AM), Secretária-Geral; Marcelo Cruz (PTB- RO), 1º Secretário; Zezinho Tupinambá (PSC-AP), 2º Secretário; Olintho Neto (PSDB-TO).

Durante a reunião irá ocorrer palestras e debates que contará com a participação do Superintendente Regional do BASA, no Acre, senhor DIEGO SANTOS LIMA, que falará sobre os investimentos e projetos do Banco para a Região Amazônica e o presidente da Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre- COOPERACRE, que pautará sobre a extração e comercialização da borracha e da castanha no Amazonas.

O aclamado presidente, deputado Sinésio Campos, disse que o objetivo da nova Mesa Diretora do Parlamento Amazônico é pautar sobre a implementação de uma política de desenvolvimento econômico para a Amazônia.

“É dessa forma que vamos juntos construir uma gestão que contribua e debate pautas de interesse para o desenvolvimento da Amazônia e do seu povo Amazônida. Fortalecer os nossos povos na defesa de propostas e projetos de interesse da Amazônia tais como a implementação de novos modelos de desenvolvimento econômico, calcados na diversidade e potencialidade de nossas riquezas naturais, visando sobretudo à geração de emprego e renda na Amazônia”, relatou Sinésio.